Category Cursos & Palestras


Scrum para desenvolvedores de Games


Para quem não sabe a definição do que é o Scrum, começo com uma pequena introdução. Scrum é uma metodologia ágil para gestão e planejamento de projetos de software. No Scrum, os projetos são divididos em ciclos (tipicamente mensais) chamados de Sprints. O Sprint representa um Time Box dentro do qual um conjunto de atividades deve ser executado.

No Scrum existem papéis bem definidos e diversas etapas que devem serem bem executadas em prazos estipulados visando entregar o produto de forma rápida e que ao mesmo tempo possa atender as expectativas do cliente. O proprietário do produto ou o chamado  Product Owner representa os stakeholders e o negócio, a equipe ou Team é formada por cerca de 7 pessoas, as equipes com poucos membros e multidisciplinares são uma das principais características da metodologia Scrum, estudos mostram que com o tempo foi observado em diversos projetos que equipes menores conseguem muitas vezes serem mais eficientes dependendo da forma como atuam. E então para gerenciar o projeto surge a figura do ScrumMaster que é o profissional que atua como um gerente de projeto, coordenando a equipe para que os objetivos do projeto e suas metas sejam alcançadas fazendo com que o produto/serviço seja feito com excelência.

O scrum é uma técnica perfeita para desenvolvimento de softwares, porém para o desenvolvimento de games torna-se viável fazer algumas  alterações, já que uma mesma sprint pode envolver a criação e integração de diversas áreas ao mesmo tempo.  Vamos ao exemplo, de uma tarefa no desenvolvimento de um jogo onde o time tem a missão  de fazer com que o carro do  jogador, tenha vários tipos de motores para que o desempenho do carro no jogo seja maior, para que o carro ande mais rápido ou lento, iremos então precisar de programação, arte, animação, efeito sonoro, balanceamento, entre outras coisas.

Agora apresento lhes algumas etapas do processo do Scrum no Gerenciamento de produtos e que utilizo com o gerenciamento de desenvolvimento de Games.

Product Backlog

De forma simples, é uma lista com requisitos e suas prioridades definidas pelo Product Owner. No product backlog são definidas as funcionalidades do seu game a ser entregue ao cliente, este documento pode ser alterado a qualquer momento, esta é outra característica importante do Scrum, neste processo a equipe do projeto tem que ter em mente que poderão ter alterações no projeto ou seja, as necessidades dos clientes podem mudar.
Na prática já podemos definir algumas informações do GDD do jogo por aqui no Product Backlog.

Sprint Backlog

Consiste em uma lista de itens selecionados do Product Backog citado acima e que serão realizados no próximo Sprint (correria, atividade), esta lista é montada na reunião chamada Sprint Planning Meeting na qual a equipe decide o que vai ser realizado em determinado Sprint, alias as reuniões são um dos pontos importantes da metodologia Scrum. No processo de criação de uma game, seria uma lista com definições do que será feito para criar a nova fase.

Sprint

O Sprint geralmente tem a  duração de (entre 7 e 30 dias) o nome sprint é bem apropriado, a grosso modo um sprint é o desenvolvimento de um incremento de um produto a ser entregue em determinado prazo.
EX: Criar um novo efeito de magia para o personagem do seu Game!

 Sprint Review – Reunião de Revisão da Sprint

Esta é uma reunião que possui dois objetivos principais: rever o trabalho feito e o que não foi feito e apresentar uma demo ao cliente. Dessa forma a cada sprint concluída o cliente poderá ver uma parte do seu jogo funcionando e participar do processo de desenvolvimento fazendo sugestões de melhorias no produto, no nosso caso um jogo.

Sprint Retrospective – Retrospectiva da Sprint

Aqui temos uma das partes mais importantes do processo de desenvolvimento, já que nela será possível aprender com os erros anteriores e tentar aprimorar o produto, com isso é possível obter o que se procura não só quando se está desenvolvendo com o seu jogo, mas em qualquer outro produto: a melhoria continua, entrega contínua.
EX: A Fase anterior do game tivemos problemas com a resolução da imagem do cenário, na fase nova a ser desenvolvida, iremos produzi-la com base nos recursos de melhoria apresentados na etapa/fase anterior.

Finalizando

O Scrum sem dúvida é um processo que se for bem utilizado pela equipe pode nos  ajudar muito no processo de criação do produto que vai ser entregue. Porém, afirmo que é importante que a equipe de desenvolvimento do game siga todas as regras e etapas para que o projeto  evolua e obtenha sucesso.

Obrigado pela leitura e até a próxima pessoal!


GET INSPIRED – Evento gratuito traz palestras sobre entertainment business em São Paulo


No próximo dia 06 de abril (quinta-feira) chega a São Paulo mais um Get Inspired, atividade gratuita de inovação e criatividade promovida pela Full Sail University, universidade norte-americana. A oitava edição acontece neste espaço que incentiva jovens interessados em estudar no exterior a conhecer o universo do entretenimento. O tema central envolve os bastidores e produção do mercado de entretenimento.

Um dos convidados da programação é Marcelo Flores, que compartilha a sua bagagem de mais de 25 anos com megaproduções e, atualmente, é sócio-diretor da Businessland Entretenimento Educativo e da agência de eventos Playcorp. Ao longo de sua trajetória, Flores conheceu os bastidores de parques temáticos, festivais de música e resorts do mundo inteiro e teve a oportunidade de gerenciar projetos em parceria com o Hopi Hari, Playcenter, Hard Rock Café, Beach Park, entre outros. É também professor da ESPM no curso de Gestão de Mega Eventos e da Escola de Produtores que capacita semestralmente novos candidatos para o mercado. 

Marcelo Flores sócio-diretor da Businessland Entretenimento Educativo
“Por meio do Get Inspired, espero estimular mais aspirantes que têm vocação, motivação e estímulo a mergulhar de forma profissional nesta importante área que movimenta bilhões de dólares e que torna as pessoas melhores e mais felizes”

full-sail-university-marketing-gamesQuem também divide seus conhecimentos é Hubert Krause, sócio proprietário da Hubert Krause Consultoria da Diversão e da Gincana Show, empresa especializada em soluções para o entretenimento. Em seu portfólio, estão clientes como Ministério do Turismo, Cacau Show, Parque da Xuxa, Parque da Mônica, entre outros. Krause leciona aulas em cursos superiores de Administração, Marketing, Hotelaria e Recursos Humanos.

Hubert Krause, sócio proprietário da Hubert Krause
“Vou contar um pouco da minha história, detalhar quando e como identifiquei nesse nicho uma oportunidade de carreira. Também quero ensinar como é possível inovar e explorar o entretenimento como um negócio”, explica Hubert Krause.

Marcos Tartuci, CEO da Full Sail University no Brasil
“A área de entretenimento têm tomado cada vez mais força no Brasil e precisa de pessoas preparadas para arregaçar as mangas e trabalhar. Por isso, trazer nomes tão importantes para o setor, como Marcelo Flores e Hubert Krause, enriquece e proporciona conhecimento ímpar para aqueles que participam da próxima edição do Get Inspired no Centro de Experiência da Full Sail

O Get Inspired é um evento mensal e gratuito. A oitava edição acontece das 18h às 21h30 da quinta-feira (06/04). Para participar os interessados devem se inscrever previamente pelo site www.experienciafullsail.com.br/getinspired. É possível acompanhar as palestras por meio da live do Facebook, basta curtir a fanpage do Centro de Experiência para receber a notificação de início do vídeo: www.facebook.com/FullSailSaoPaulo/.

Serviço:

Get Inspired #8 – Evento gratuito
Centro de Experiência da Full Sail University
Palestras gratuitas de Marcelo Flores e Hubert Krause
Avenida República do Líbano, 314 – Ibirapuera – São Paulo (SP)
06/04, quinta-feira, das 18h às 21h30
www.experienciafullsail.com.br ou (11) 3057-0806


Monetização em Games e App: Passo-a-passo para integrar Ad Networks e Ferramentas de Medição


A Escola Brasileira de Games (EBG) apresentará de forma objetiva e descontraída como funciona o modelo de monetização em games e aplicativos móveis através do uso de redes de anúncios (ad networks) e plataformas de mediação. A todo momento, cases reais ajudarão a ilustrar e exemplificar conceitos e técnicas fundamentais praticados pelos grandes desenvolvedores de apps e games mobile.

Apesar da presença de muitos termos e definições técnicas, o curso terá uma visão mais orientada a negócios e atenderá principalmente a gestores de marketing, monetização e desenvolvimento de novos negócios. Entretanto, desenvolvedores independentes, e mais ligados a TI, irão gostar deste curso pois fornece os conhecimentos necessários de marketing e monetização que faltam em seu currículo e visão de negócios.

Além da explicação do mercado de publicidade mobile e de como integrar um sistema de monetização em seu aplicativo, serão dadas dicas valiosas das práticas reais de empresas do mercado, como identificar as grandes oportunidades e evitar os problemas que atingem a grande maioria dos desenvolvedores.

Tópicos que serão abordados:

– Contextualização de mercado: tamanho, principais modelos de negócios e principais players.
– Como funciona o mercado de publicidade mobile: Como o dinheiro sai do bolso do anunciante e chega até o seu.
– Como funcionam as ad networks: Saiba escolher as redes que mais se adequam ao seu app.
– Contratação e integração de uma ad network: Manual passo-a-passo de como integrar facilmente uma rede de anúncios.
– Como funciona mediação mobile: Saiba como usar plataformas que aumentam sua receita acima de 200%!
– Como calcular o potencial máximo de receita com anúncios: Descubra quantos usuários seu aplicativo precisa ter para gerar R$ 10mil por mês.

– Material de apoio gratuito já disponível para download: Monetização, Ad Networks e Ferramentas de Mediação

De forma realista, atual e 100% prática, o curso todo será apresentado em projeções de slides e acesso ao vivo nas ad networks e plataformas de mediação. Conheça e saiba as diferenças entre as principais ad networks do mercado como Admob, Facebook, Mopub, Chartboost, Ad Colony, Vungle, Applovin, Ampiri e Startapp. Aprenda de forma fácil o que é mídia programática e termos como DSP e SSPs. Saia do curso pronto para fazer negócios com as grandes redes de monetização mobile da atualidade!

Quem ministra é Marcus Imaizumi, diretor de monetização mobile de um dos maiores grupos de mobile marketing do mundo e fundador da Escola Brasileira de Games. Tem mais de 15 anos de mercado passando por empresas globais como Yahoo!, Sulake, Innogames, Startapp e Glispa. É especialista em desenvolvimento de negócios e monetização em games e apps.

Inscrições e Informações: Workshop Monetização em Games e Apps

Serviço

Quando: 11 de Março, sábado, das 9h às 15h.
Onde: IBTA – Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada
Endereço: Avenida Paulista, número 302, em São Paulo

Com carga horária de 6 horas, incluindo pausa para coffee break e troca de cartões, o valor de investimento é de R$549,00 (em até 10x no cartão).


Mobile Games: Industria e Mercado – Perspectivas para o Brasil e América Latina


Mobile Games transformaram a indústria de jogos digitais, trouxeram novos jogadores e novos consumidores, e desenvolveu novos modelos de negócios. Os jogos são e continuarão a ser o aplicativo móvel mais popular em todo o mundo. Pensando nisso no dia 22 de Março, o Diretor Geral da Gameloft Brasil, Felipe Sartori, fará uma palestra no Mobile Intelligence 2.0 sobre como os mobile games transformaram a indústria de jogos eletrônicos, destacando os desafios e as oportunidades na América Latina.

A palestra apresentará diferentes perspectivas desse ambiente competitivo, discutindo tendências para a América Latina como uma indústria e como um mercado. Onde o Brasil encerrou 2014 como o sexto maior mercado de smartphones do mundo, com 38,8 milhões de aparelhos representando 17% dos celulares do país, devendo chegar a 70,5 milhões em 2017. O ranking é liderado pela China, com 436,1 milhões. A lista dos cincos primeiros colocados inclui ainda Estados Unidos (143,9 milhões), Índia (76 milhões), Japão (40,5 milhões) e Rússia (35,8 milhões). Os dados são de um estudo do eMarketer.

O mercado de aplicativos crescerá 300% até 2017

mobile-intelligence-2.0-marketing-gamesDe acordo com as projeções da empresa, mais de dois bilhões de pessoas no mundo terão um smartphone em 2016. O número de usuários de telefones inteligentes chegará a 2,56 bilhões em 2018. Com isso, os smartphones representarão 51,7% de todo o mercado móvel.

Segundo a empresa de análise de mercado, os mobile games devem valer US$ 25 bilhões em 2015, um aumento de 42% em relação ao valor registrado em 2013. Entre os motivos que levam a esse crescimento surpreendente está o aumento de participação de mercados emergentes como a Índia e o bom desempenho que áreas bem estabelecidas como a América do Norte e a Ásia continuam a apresentar.

Serviço: Mobile Intelligence 2.0

Local: Novotel São Paulo Jaragua Conventions
Onde: Rua Martins Fontes, 71 – Bela Vista – SP Tel: (11) 2802-7000
Incrições: www.mobileintelligence.corpbusiness.com.br


Aprenda Jogando! Games gratuitos preparam estudantes para o primeiro emprego e tomada de decisões


Como estratégia para preparar estudantes para o mercado de trabalho em TI, a plataforma de ensino a distância Brasil Mais TI está apostando na gamificação. Dois jogos disponíveis na seção Aprenda Jogando acabam de ser incorporados ao portal. No game “Primeiro Emprego“, o aluno vivencia situações cotidianas características dos dias iniciais no trabalho. Ao longo de uma semana de experiência, ele deverá manter a qualidade de suas atividades se quiser garantir a sua vaga na empresa.

BANNER_POSTNo segundo game, o “Tomada de Decisão“, o estudante deve substituir seu chefe que está saindo de licença. No decorrer do jogo, que proporciona uma experiência quase real. Na ausência do chefe, o estudante deverá manter a empresa operando normalmente e tomar uma série de decisões baseadas na realidade do dia a dia da companhia. Um gráfico “burndown” exibido na tela o auxilia a monitorar em tempo real o desempenho dessas atividades.

Ana Beatriz Pires, gestora de projeto na Softex, entidade responsável pela gestão, execução e coordenação do Brasil Mais TI.
“Além de cursos e da divulgação de vagas de trabalho, nós buscamos novas maneiras de tornar o despertar vocacional mais prazeroso. Cerca de 35% dos mais de 518 mil alunos cadastrados na plataforma têm entre 18 e 24 anos e estão entrando agora no mercado de trabalho. A gamificação foi a forma que encontramos para nos conectar com esse público de uma forma lúdica e prepará-los para a experiência da primeira entrevista e da tomada de decisões por meio de simulações reais. Estamos com outros conteúdos gamificados em produção e eles serão incorporados ao portal em breve.”

ViewImageAcessado em mais de 90 países, o Brasil Mais TI é um projeto inovador desenvolvido pelo Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), em parceria com a Softex, que atua em três pontos essenciais da formação profissional: conhecimento, capacitação e oportunidade. A plataforma disponibiliza mais de 30 cursos, inclusive de Inglês, totalizando mais de 1.500 horas de aula. Um certificado é emitido ao final da conclusão de cada um.

Diônes Lima, vice-presidente de operações (COO) da Softex.
“A proposta da plataforma Brasil Mais TI é contribuir para mudar o quadro de falta de mão de obra especializada, despertando a vocação e assim estimulando a entrada de novos profissionais em um setor estratégico para a economia brasileira.”

Segundo levantamento realizado pela área de Inteligência da Softex, o déficit de 408 mil profissionais de TI estimado para 2022 pode significar uma perda de receita de R$ 167 bilhões entre 2010 e 2020 para o setor.

Para conhecer os novos games da na plataforma Brasil Mais TI acesse o site clicando aqui e cadastre-se


UFSC promove o 1º­ Simpósio Latino Americano de Jogos (SLAT Jogos)


O I ­ Simpósio Latino Americano de Jogos (SLAT Jogos) vai desembarcar em Araranguá, no sul de Santa Catarina, de 13 a 15 de outubro de 2016. O evento organizado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC­Araranguá) e pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). Promete reunir vários pesquisadores, professores e estudantes que tem os jogos como fonte de estudo e desenvolvimento.

slat-marketing-gamesImportante polo regional de pesquisas relacionadas aos jogos digitais. A cidade de Araranguá foi escolhida para sediar a primeira edição do SLAT Jogos que, além da parte científica, ainda terá uma gama de atividades para os aficionados por jogos e cultura digital que promete envolver toda a comunidade da região. A organização do evento irá divulgar a programação conforme as atividades forem sendo confirmadas.

Nessa primeira fase estão abertas as submissões de trabalhos científicos. Se você é pesquisador, professor ou estudante aproveite para inscrever seu trabalho até o dia 8 de Agosto. As áreas temáticas são computação aplicada a jogos digitais, arte/design e cultura.

Lembrando que jogos analógicos também fazem parte dos estudos. Sendo possível inscrever artigos, posteres e jogos produzidos de forma independente (indiegames).

eliane-pozzebon-marketing-games-slat

Eliane Pozzebon

A professora Eliane Pozzebon, porta voz do evento, reforçou a relevância científica deste simpósio: “esse evento é importante tanto do ponto de vista das inúmeras áreas de pesquisa que contribuem para a produção de jogos quanto das diversas possibilidades de aplicações de jogos em outras áreas do conhecimento” e estendeu o convite à toda comunidade científica para contribuir com o SLAT Jogos.

Para mais informações acesse: www.slatjogos.ufsc.br

Serviço:
I ­ Simpósio Latino Americano de Jogos ­ SLAT Jogos ­ de 13 a 15 de outubro de 2016
Submissão de trabalhos científicos: 01/maio a 08/Agosto de 2016 no site: www.slatjogos.ufsc.br
Local: UFSC ­ Campus Araranguá
Endereço: Rodovia Gov. Jorge Lacerda, 3201, Jardim das Avenidas, bloco A. Araranguá ­ SC ­
Agenda de entrevistas: Telefone (48) 3721­2172 ­ E­mail: slat@contato.ufsc.br


Game Academy projeta curso tendo em vista as dificuldades do Game Designer brasileiro


Desenvolver o próprio jogo é o sonho de vários jogadores, mas, por onde começar? Que livros devo ler? Quais cursos devo fazer? E se eu não souber inglês? Essas dúvidas são muito comuns, e pensando nelas a Game Academy desenvolveu o Curso de Game Design para facilitar a sua vida.

game-academy-marketing-gamesO curso foi projetado tendo em vista as dificuldades do Game Designer brasileiro. A escassez de material em português, falta de tempo para estudar e desânimo perante extensos textos maçantes. São 40 videoaulas totalmente em português reunindo o conhecimento de 33 livros de Game Design e produção de jogos de forma descomplicada e divertida.

O curso da Game Academy está sendo recomendado por diversos Game Designers já atuantes no mercado:

Renato Degiovani – Considerado o primeiro Game Designer Digital brasileiro, autor do sucesso Amazônia em 1983.
“Excelente material. Não conheço nenhum outro curso de Game Design, em língua portuguesa, que trate o assunto como deve ser tratado.”


Vince Vader – Game Designer, Ludologista e autor do livro Game Design: Modelos de Negócios e Processos Criativos.
“Material bem didático e com ótimas referências.”


Patrick Matheus – Game Designer do jogo de tabuleiro Masmorra, Dungeons of Arcadia, publicado internacionalmente pela Cool Mini or Not.
“Conhecimento condensado dos melhores livros de Game Design. Um guia com tudo que precisa para iniciar na área.”

Além das videoaulas o ensino é complementado por exercícios que despertam o pensamento crítico, artigos traduzidos, referencias extras e um projeto de jogo no qual o aluno desenvolve o próprio jogo durante o curso, da concepção ao protótipo de papel.

O investimento é de R$199,00 com diversas formas de pagamento como transferência, boleto à vista com desconto, parcelamento em 4x sem juros ou até 12x com acréscimo pelo pagseguro.

Ainda não está convencido? Então assista uma videoaula completa para saber mais:

Game Design - Game Academy - curso


Oficina de Games gratuita ensina programação com Minecraft para garotada na SuperGeeks de Alphaville


O público infanto-juvenil tem uma atração inédita nas férias do Iguatemi Alphaville. De 11 a 23 de julho, em parceria com a escola SuperGeeks, o shopping promoverá uma Oficina de Games, com aulas de programação gratuitas, em uma área reservada localizada no Piso Tocantins. Nas seis sessões diárias de uma hora de duração cada, crianças e adolescentes de 7 a 16 anos aprenderão a programar usando a mundialmente reconhecida plataforma Minecraft.

super-geeks-fotoEverton Leite proprietário da unidade SuperGeeks de Alphaville
“Com uma metodologia dinâmica e o suporte de professores especializados em ciências da computação, na atividade serão ensinados os conceitos básicos de lógica de programação para jogos. As crianças têm muita afinidade com essa tecnologia e aprendem rápido”

Em sessões gratuitas de 1 hora de duração os participantes aprenderão a programar dentro de seu game favorito

Para Magda Martins, do Iguatemi Alphaville essa atração está conectada com o perfil das crianças e jovens de hoje, que são altamente digitais. ”Além de ser muito divertida a atividade estimula o raciocínio lógico, aproxima os participantes da língua inglesa, melhora o foco e a concentração. O nosso público infanto-juvenil pedia uma programação como essa”.

Para quem ainda não conhece, a SuperGeeks é Pioneira no Brasil no ensino de programação e robótica, colocando em prática técnicas de ensino americanas que incentivam os alunos a desenvolver games e aplicativos profissionais usando as últimas novidades do mundo digital. 

Em cada sessão, utilizando monitores individuais, até 12 crianças e jovens poderão participar com agendamento prévio no local.

As vagas são limitadas, a atração é gratuita e acontece de segunda a sábado, das 11h às 20h.

Serviço:
Oficina de games SuperGeeks
Quando: De 11 a 23 de julho de 2016.
Onde: Piso Tocantins do Iguatemi Alphaville (Alameda Rio Negro, 111 – Alphaville – Barueri, SP).
Horário: Segunda a sábado, das 11h às 20h


Bibliotecas em São Paulo oferecem atividades gratuitas sobre Games durante o mês de julho


Os fãs de games e tecnologia ganharão programação especial nas Bibliotecas de São PauloParque Villa-Lobos ao longo do mês de julho. As instituições, mantidas pela Secretaria da Cultura do Estado, oferecem três atividades gratuitas envolvendo jogos, literatura, tecnologia e produção audiovisual. O produtor Felipe Parra ministra o curso de produção audiovisual e ensina técnicas para aprimorar os vídeos, enquanto o jornalista João Varella fala da evolução dos videogames, história e tecnologia passando por modelos clássicos do Atari, além dos jogos Pong, Pacman, Sonic e outros até chegar no Candy Crush Saga. Confira:

Biblioteca de São Paulo

1307338575-1306157701-librarysaopaulo-2-1000x666-528x351Na BSP, o Curso de Produção Audiovisual para Web será realizado nas terças-feiras, entre 5 e 26 de julho. Das 14h30 às 17h30, o produtor musical, compositor e roteirista Felipe Parra abordará aspectos conceituais, técnicos e criativos para melhorar as produções em vídeo. Ao final, os participantes deverão produzir conteúdo, utilizando a teoria apresentada. Indicado para maiores de 15 anos, para participar basta enviar email para agenda@bsp.org.br ou se dirigir ao balcão de atendimento da biblioteca até o dia 1 de julho.

Na área há mais de 10 anos, Felipe Parra trabalha compondo trilhas-sonoras para o cinema, televisão e publicidade em seu estúdio, o Capitão Foca. Já coordenou a pós-produção de áudio de longas-metragens como o documentário ‘O Acre Existe’, a série de TV ‘Viajandona’ do Multishow e diversas outras produções. Também atua como consultor de vídeos em agências de publicidade e relações públicas. É professor de produção audiovisual no MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo e da SPDS – São Paulo Digital School.

No domingo, dia 10, a atividade Games e Literatura apresentará alguns dos maiores clássicos da literatura por meio do jogo, trabalhando a intersecção entre jogos digitais e livros. Serão apresentadas as obras 1984, de George Orwell e A Divina Comédia, de Dante Alighieri. Realizada das 10h às 17h, a atividade é indicada para maiores de 10 anos e será coordenada pelo Game Arte. Não é necessário inscrição.

Atividades gratuitas nas bibliotecas incluem narrativa e tecnologia dos videogames, conteúdo para aprimorar a produção de vídeos e um bate-papo sobre relação entre games e literatura. Entre os convidados estão o produtor musical Felipe Parra e o jornalista João Varella

Biblioteca Parque Villa-Lobos

23272976936_8ec52efa0a_bNa BVL, o jornalista João Varella coordenará a oficina A Evolução Artística dos Videogames, aos sábados, entre os dias 9 de julho e 6 de agosto. Das 14h30 às 17h30, serão apresentados diversos aspectos que envolvem o tipo de narrativa dos jogos eletrônicos, tecnologia, economia e até que ponto tais fatores influenciam os games. Os encontros incluem clássicos do Atari como o Pong e Pacman, técnica japonesa de produção, por meio de jogos como Super Mario Bros e Sonic, passando pelo Playstation e realidade virtual como Guitar Hero e Candy Crush Saga.

Para participar basta ter mais de 15 anos e enviar um email para agenda@bvl.org.br ou comparecer ao balcão de atendimento até o dia 7 de julho. Varella é jornalista, fundador da editora Lote 42 e já atuou em diversos veículos como IstoÉ Dinheiro, El Economista América, Gazeta do Povo, entre outros.

Os espaços oferecem ainda outras atividades envolvendo diversos temas. Para a programação completa acesse www.bsp.org.br e www.bvl.org.br.

Serviços

Biblioteca de São Paulo
Curso de produção audiovisual para web – com Felipe Parra
Data: Terças-feiras, 5, 12, 19 e 26 de julho
Horário: 14h30 às 17h30
Local: auditório
Inscrições: A partir de 15 anos, pelo e-mail agenda@bsp.org.br ou no balcão de atendimento da biblioteca até o dia 1 de julho.

Games e Literatura – com Game Arte
Data: domingo, 10 de julho
Horário: 10h às 17h
Local: auditório
Inscrições: A partir de 10 anos, vagas serão preenchidas por ordem de chegada – 30 minutos de antecedência.

Parque da Juventude
Endereço: Avenida Cruzeiro do Sul, 2.630 – Estação Carandiru do Metrô – Linha Azul
Telefone: (11) 2089-0800
Aberta de terça a domingo e feriados, das 9h30 às 18h30 horas.

Biblioteca Parque Villa-Lobos
Oficina: A evolução artística dos videogames – com João Varella
Data: Sábados nos dias 9, 16, 30 de julho e 6 de agosto
Horário: 14h30 às 17h30
Local: sala criatividade 3
Inscrições: A partir de 15 anos, pelo e-mail agenda@bvl.org.br ou no balcão de atendimento da biblioteca até o dia 7 de julho.

Endereço: Avenida Queiróz Filho, 1.205, Alto de Pinheiros.
Telefone: (11) 3024-2500.
De terça a domingo, das 9h30 às 18h30


A convite da Riot Games Brasil, organizadores de eventos e torneios regionais de LoL participam do primeiro workshop no País


Para quem não soube, a Riot Games (produtora e distribuidora do League of Legends) promoveu, de 29 de abril a 1º de maio, a primeira edição do Workshop de Influenciadores Regionais, que foi um encontro destinado a 31 organizadores de eventos e torneios de League of Legends, de 18 estados do Brasil, interessados na troca de experiências e novas estratégias para difundir profissionalmente o game League of Legends.

O evento contou com a presença de diversos jogadores, dentre eles proprietários de bares voltados aos fãs de eSports, responsáveis por times profissionais de League of Legends e criadores de conteúdo.

Segundo Marcio Orlandi, diretor do League of Legends no Brasil:

“Para que a comunidade cresça de maneira horizontal, é preciso sempre trocar informações e experiências, por isso realizamos o Workshop”, afirma.

Durante os dois dias e meio de evento, os participantes tiveram acesso a palestras ministradas por Rioters, que falaram sobre temas que auxiliam os organizadores a reforçar a influência em suas regiões e unir as comunidades locais. Alguns tópicos abordados foram: como encontrar parceiros e patrocinadores; iniciativas para fomentar comunidades locais e divulgar seus eventos nas redes sociais; e pesquisas para receber feedback dos jogadores, a fim de melhorarem seus eventos.

Você pode conferir mais sobre evento da Riot Games logo abaixo. Aproveite e comente sobre o que achou: